Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Prefeitura decide fechar Ecocamping

Prefeitura decide fechar Ecocamping

Publicado em 20/12/2018.
Área deve ser transformada em parque até a metade de 2019
Prefeitura decide fechar Ecocamping

Marcola coordena reunião com secretário ambiental | Foto: Lenise Slawski

A Prefeitura de Pelotas decidiu fechar em definitivo o Ecocamping Municipal e transformar a área de sete hectares às margens da Lagoa dos Patos na primeira Unidade de Conservação do município. A ideia é que até o final do primeiro semestre de 2019 o local passe a funcionar como um parque. A informação foi confirmada pelo secretário de Qualidade Ambiental, Felipe Garcia em reunião realizada na manhã de quarta-feira na Câmara de Vereadores.

O encontro entre os representantes da Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) e dos usuários do Ecocamping foi marcado pelo vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PT) para discutir, também, a preservação da orla do Balneário dos Prazeres e o uso das verbas do Fundo Municipal de Proteção e Recuperação Ambiental. “Lamentamos a decisão da Prefeitura, pois acreditávamos ser possível construir uma solução mais conciliadora na qual se pudesse manter área de camping e de preservação no mesmo espaço, mas este não é o entendimento da administração”, declarou.

Conforme as informações apresentadas por Garcia, o entendimento da prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) é de que a gestão de um camping não é atribuição do município e a partir disso foi solicitado a elaboração de um novo plano de uso para a área do Ecocamping. “Apresentamos um projeto de criação de uma Unidade de Conservação naquela área e a ideia é instalar ali um parque onde a população possa interagir com o meio ambiente mas sem área de acampamento”, disse.

O técnico em gestão ambiental da SQA, Alexandre Martins esclarece que a criação da unidade depende de aprovação de legislação específica na Câmara e, somente após isso será realizado um plano específico de uso do local. A expectativa é de ter o projeto pronto até meados de abril.

DESAPONTAMENTO – A comitiva de representantes dos usuários do Ecocamping desaprovou a iniciativa da Prefeitura e lamentou a decisão de fechar definitivamente o local. “Durante anos preservamos aquele pedaço da cidade para que todos pudessem usar e agora isso é tirado da gente, é muito triste ver isso acontecer”, comentou a cabelereira Anteli Maciel, 31 anos, cuja família veraneava no local desde a década de 1980.

Com um abaixo-assinado contendo duas mil assinaturas favoráveis a manutenção e reabertura do Ecocamping os representantes dos usuários irão, agora, acompanhar o andamento do projeto de criação da unidade de conservação na Câmara enquanto buscam formas de tentar sensibilizar a prefeita a mudar de ideia.

Texto: Assessoria de Imprensa - vereador Marcos Ferreira (PT)

Redes sociais

Facebook  Twitter  Youtube  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

TV Câmara

Atendimento ao Cidadão

Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Leis e Processo Legislativo

Licitacon

Fique por dentro da rotina